Posts Recentes

"Excitotoxinas, o sabor que mata"


É possível que você ainda não tenha ouvido falar do nome, mas certamente usa ou já usou produtos que contém excitotoxinas, substância que provocam a morte dos nossos neurônios. Os efeitos nocivos das excitotoxinas foram estudados e explicados pelo Dr. Russell Blaylock, respeitado neurocirurgião norte-americano no seu livro “Excitotoxina, o sabor que mata”. Segundo ele, as excitotoxinas podem causar danos como depressão, enxaquecas, lesões oculares e doenças neurodegenerativas como Alzheimer, Mal de Parkinson, Mal de Lou Gehrig ou doença de Huntington e até mesmo obesidade..




Onde e como ingerimos excitotoxinas?


O glutamato monossódico é um dos exemplo mais conhecidos de excitotoxina. A substancia é adicionada a caldos em tabletes, temperos prontos, sopas, massas instantâneas, salgadinhos, batatas fritas em pacote, molhos, alimentos em conservas e aromatizantes. Na verdade, ele é adicionado a maioria dos alimentos industrializados com a função de melhorar ou realçar o sabor destes.Segundo o Dr. Russell Blaylock,, o Glutamato Monossódico, também conhecido com MSG ou simplesmente “ressaltador de sabor” é na verdade o sal de sódio do aminoácido glutamato, uma substância que perturba os neurônios do cérebro.



Entenda por que isso acontece. O glutamato é um aminoácido, um neurotransmissor normal que existe no nosso cérebro. Por isso mesmo os defensores do MSG questionam: - Como poderia uma substância que é usada normalmente pelo nosso cérebro causar danos? Como explica o Dr. Blaylock, atualmente editor do Jornal da Associação Americana de Nutraceutica, o glutamato como um neurotransmissor, existe no fluido extracelular apenas em concentrações muito pequenas - não mais do que 8 a 12 micrómetros. Quando a concentração deste transmissor ultrapassa este nível, os neurônios começam a disparar impulsos de forma anormal e acabam por morrer. É isso que ocorre no nosso cérebro quando ingerimos excitotoxinas. As células passam por um processo especializado de morte celular conhecido como excitotoxicidade.



Sim, todos os alimentos que contem Glutamato são mais saborosos por que temos no cérebro e na língua receptores deste sabor, também conhecido como quinto sabor ou sabor Umami. Isto explica por que não dá vontade de parar de comer um pacote de salgadinhos quando abrimos um.

A melhor forma de evitar os danos que o Glutamato Monossódico pode causar ao nosso cérebro e a nossa saúde, a longo prazo, é evitar comprar alimentos que contenham o Glutamato. Preste atenção nos ingredientes descritos nas embalagens dos produtos quando for ao supermercado.


O Glutamato também pode aparecer com outros nomes como por exemplo: ácido glutâmico, glutamato de Monopotássio, Glutamato de Cálcio, Glutamato Monoamônio, Glutamato de Magnésio, Glutamato Natrium, qualquer “hidrolisado”, qualquer “proteína hidrolisada”. Se você deseja saber mais sobre este assunto pode adquirir o livro de Dr. Russell Blaylock no Amazon.com (lingua inglesa). Veja também um artigo do médico (texto em inglês) sobre este assunto (Food Additive Excitotoxins and Degenerative Brain Disorders)


Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square

Olá, sejam bem-vindos!